domingo, 1 de março de 2009

A Página em balanço


No ano passado escrevi 12 pequenos textos para A Página do LF: 11 artigos e uma poesia que tive a oportunidade de contar com a participação de Paulo Di Linhares, meu filho.
Quando iniciei, em abril do ano passado, foi com o intuito de preencher um vazio na minha vida, ocupar-me de um afazer prazeroso – escrever sobre coisas do quotidiano, emitir opiniões sobre coisas e aspectos da vida. Sobre a política de quotas para negros, a união no trabalho, reforma agrária, meio ambiente, observações sobre as viagens de trabalho, racismo, disputa política no interior, participação econômica em campanhas eleitorais, pesquisa sobre a palmeira do coco babaçu, e ainda, uma crônica de despedida de uma ex-companheira de trabalho que completou o seu ciclo entre nós, foram assuntos dos quais me ocupei, exteriorizando o que penso.
Para minha surpresa, muitas pessoas deram-me o prazer da atenção, lendo cada um dos textos e várias manifestaram preciosas e incentivadoras opiniões. A todas essas pessoas os meus mais sinceros agradecimentos pela cara atenção a mim dispensada.
Quero de modo especial agradecer aos meus filhos, Paulo César e Juliana, críticos imprescindíveis e consultores voluntários, cuja solidariedade e desprendimento foram-me sobremaneira importantes.
A interação com os leitores moveram-me a fazer esta breve avaliação deste pequeno interregno de existência da Página. Pretendo em 2009 que a vida flua de acordo com o que cada um de nós planejou e, no caso da Página, que a criatividade, a participação interativa e a prolificidade de idéias constituam marcas indeléveis de todo o curso da sua existência.Indubitavelmente esta experiência vitoriosa continuará no decurso de 2009, contribuindo modestamente para mitigar o debate democrático exteriorizando opiniões sobre os mais diversos assuntos de interesse da sociedade brasileira e, o que é mais importante, contando com a participação do/a leitor/a.
Postar um comentário